Hospedagem de Sites – Guia Rápido e Prático para Iniciantes

Se você está começando a conhecer como funciona a parte de hospedagem de sites, esta é a página que você deve marcar em seus dados de favoritos (Ctrl + D para PC, Cmd + D para Mac) e ler cuidadosamente.  Ao final desta lição, você deve ter uma compreensão fundamental sobre como a web hosting e sites funcionam por trás da cena.

1 – O que é hospedagem na web?

Empresas hosting é um lugar onde as pessoas armazenar seus sites.

Pense nisso como uma casa onde você armazena todos os seus animais;  mas em vez de armazenar suas roupas e mobílias, você armazenar arquivos de computador (HTML, documentos, imagens, vídeos, etc) em um host.

Mais frequentemente, o termo “web hosting” refere-se à empresa que aluga seus computadores/servidores para armazenar seu site (daí a palavra, host) e fornecendo conectividade com a Internet para que outros computadores podem acessar aos arquivos em seu site.

Hospedagem e Data Center: Eles não são os mesmos?

Normalmente, quando falamos de hospedagem na web, o termo “web hosting” refere-se ao servidor que hospeda seu site ou a empresa de hospedagem que aluga o espaço do servidor para você;  quando falamos de centro de dados, queremos dizer a facilidade que é usado para abrigar os servidores.

Um centro de dados pode ser um quarto, uma casa ou um edifício muito grande equipados com fontes de alimentação redundantes ou de backup, conexões de comunicação de dados redundantes, controles ambientais (por exemplo, ar condicionado, supressão de fogo) e dispositivos de segurança.

 

2 – Tipos de Web Hosting

Em geral, existem quatro tipos diferentes de web hosting: Compartilhada, Virtual Private Server (VPS), dedicado, e Cloud Hosting.

Enquanto todos os tipos de servidores de hospedagem vai atuar como um centro de armazenamento para o seu site, eles diferem na quantidade de capacidade de armazenamento, controle, exigência de conhecimento técnico, a velocidade do servidor e confiabilidade.  Vamos cavar e olhar para as principais diferenças entre um compartilhada, VPS, dedicados e hospedagem em nuvem.

 

Hospedagem compartilhada

hospedagem-compartilhada

 

O que é uma hospedagem compartilhada?

Na hospedagem compartilhada, um sítio web é colocado no mesmo servidor como muitos outros locais, variando de alguns a centenas ou milhares.  Normalmente, todos os domínios podem compartilhar um conjunto comum de recursos do servidor, como RAM e CPU.  Como o custo é extremamente baixo, a maioria dos sites com níveis de tráfego moderado que executam o software padrão estão hospedados neste tipo de servidor.  Hospedagem compartilhada também é amplamente aceito como o nível de entrada opção de hospedagem uma vez que requer conhecimentos técnicos mínimos.

Desvantagens

Sem acesso root, capacidade limitada para lidar com níveis elevados de tráfego ou picos, o desempenho do site pode ser afetado por outros sites no mesmo servidor.

Provedores de hospedagem compartilhada: Babidoos HostingArgentina Hosting

Virtual Private Server (VPS) hospedagem

o-que-e-hospedagem-vps

O que é VPS hospedagem?

Um servidor de hospedagem virtual privada divide um servidor em servidores virtuais, onde cada websites é como hospedados em seu próprio servidor dedicado, mas eles estão realmente compartilhando um servidor com algumas diferentes de outros usuários.  Os usuários podem ter acesso root ao seu próprio espaço virtual e melhor ambiente de hospedagem segura com este tipo de hospedagem.  Sites que necessitam de maior controle no nível do servidor, mas não querem investir em um servidor dedicado.

Desvantagens

Capacidade de lidar com níveis elevados de tráfego ou picos limitado, o desempenho do site pode ainda ser um pouco afetada por outros sites no servidor.

VPS provedores de hospedagem: Hostgator.com.br – Hostinger.com.br

 

Servidor Dedicado hospedagem

servidor-dedicado-topo-728x291

O que é hospedagem dedicada?

Um servidor dedicado oferece o máximo controle sobre o servidor web onde seu site está armazenado – Você aluga exclusivamente um servidor inteiro.  O seu site(s) é o único sitio armazenado no servidor.

Desvantagens

Com grande poder vem … bem, maior custo.  Servidores dedicados são muito caros e só é recomendado para aqueles que precisam do máximo controle e melhor desempenho do servidor.

Provedores de hospedagem dedicada: Locaweb.com.br – Godaddy.com

 

Hospedagem Cloud

hospedagem-nuvem

O que é nuvem de hospedagem?

Nuvem de hospedagem oferece capacidade ilimitada para lidar com alto tráfego ou tráfego picos.  Eis como funciona: Uma equipe de servidores (chamados de uma nuvem) trabalham juntos para hospedar um grupo de sites.  Isso permite que vários computadores para trabalhar em conjunto para lidar com altos níveis de tráfego ou picos para qualquer site particular.

Desvantagens

Configuração de muitas hospedagem em nuvem não oferecem acesso root (necessário para alterar as configurações do servidor e instalar algum software), custo mais elevado.

Nuvem provedores de hospedagem:  Redehost.com.brCloud.google.com

 

3 – O que é um nome de domínio?

 

Um domínio é o nome do seu site.  Antes de rodar um site, você vai precisar de um domínio.  Não é algo físico que você pode tocar ou ver;  é apenas uma sequência de caracteres que dão o seu site uma identidade (sim, um nome, como o ser humano e as empresas).

Agora, aqui estão alguns exemplos rápidos: Google.com é um nome de domínio;  por isso são Alexa.com, Linux.org, Bing.com, bem como Yahoo.com.br.

Para ter o seu próprio domínio, você precisa registrar seu domínio com um registro de domínio.

Onde posso registrar um domínio?

 

4 – Hospedagem vs Domínio

A diferença entre web hosting e nome de domínio

É muito comum para os novatos a ficar confuso entre um nome de domínio com uma hospedagem web.

No entanto, é importante ser claro sobre as diferenças entre os dois antes de passar para o seu primeiro site.

Para simplificar: Um nome de domínio, é como o endereço de sua casa;  hospedagem, por outro lado, é o espaço da sua casa onde você colocar o seu mobiliário.

Em vez de nome da rua e o código de área, conjunto de palavras e / ou números são usados para o Web site de nomeação.  O mesmo acontece com hospedagem, disco rígido do computador e memória do computador são usados em vez de madeira é aço para armazenar e arquivos de processamento de dados.

 

5: Como registrar um nome de domínio

Registrar um nome de domínio – Como funciona?

  1. Pense em um bom nome que deseja para o seu site.
  2. Um nome de domínio deve ser único.  Prepare algumas variações – apenas no caso de o nome é tomado por outros.
  3. Faça uma pesquisa sobre um dos sites dos registradores (Babidoos.com.br , registro.br).
  4. Se o seu nome de domínio selecionado não estiver sendo utilizado, você poderá registra-lo instantaneamente.
  5. Pagar uma taxa de inscrição, faixa de R$35,00 a R$60,00 ao ano depende do TLD (geralmente usando PayPal ou cartão de crédito) para domínios internacionais, e valor fixo até a data desta publicação de R$30,00 ao ano.
  6. Você agora está feito com o processo de registro.
  7. Em seguida, você terá de apontar o nome de domínio para o seu web hosting (alterando seu registro DNS).

 

Como é que funciona o registro de nomes de domínio (em detalhe)?

Registrar um nome de domínio é, essencialmente, como possuir uma pequena fatia de internet, assim como no mercado imobiliário, espera-se que os consumidores de tossir uma boa quantidade de informações sobre si mesmos e pagar pelo privilégio de exigir seu canto do espaço público da internet.

diretrizes de registro de domínio não estão definidas em uma base pré-secretário, mas são determinados pela    Internet Corporation for Assigned Names and Numbers , ou ICANN.  Este corpo social é, essencialmente, um regulador global das melhores práticas para registradores, os anfitriões web, e os clientes que interagem com eles.

De acordo com os padrões do corpo, todos os clientes de registrar um nome de domínio deve estar preparado para fornecer informações de contato para si, a sua organização, seus negócios, e até mesmo o seu empregador em alguns casos.  Para os clientes que procuram registrar uma opção de nome de domínio específico do país (como “.pt” ou “.pt”), uma boa parte do processo de registro será dedicada a determinar se ou não o cliente é um residente desse país e, portanto, permitido legalmente para comprar um dos seus domínios de alto nível específicos de cada país (falaremos sobre isso mais tarde).

E que deve martelar um ponto secundário para os consumidores.  Embora existam centenas de sufixos de nomes de domínio disponíveis (como “.com” ou “.net), muitos destes domínios têm requisitos específicos de registo.  Por exemplo, somente as organizações podem registrar um “.org” nome de domínio, e apenas os cidadãos americanos podem registar um nome de domínio que termina em “.pt”. Deixar de atender às diretrizes e requisitos para cada tipo de domínio durante o registo e pagamento efectivo processo resultará no nome de domínio a ser “liberado” de volta para a piscina de nomes de domínio disponíveis;  o cliente terá de escolher um domínio de nível superior para a qual efectivamente qualificar, ou cancelar a compra completamente.

Durante o processo de inscrição, também é importante ter informações diretamente de um host, como esta informação será preciso para preencher o DNS e MX informações de registro    durante o registro.

Estes dois registros determinar qual hospedagem na web o conteúdo do servidor é exibido quando um usuário navega para o domínio, bem como a forma de e-mail são os destinatários, enviadas e recebidas usando esse pacote de hospedagem eo nome de domínio associado.  Informações imprecisas irá resultar em erros e falhas de carregamento da página.

 

6: TLD, TLDcc, gTLD e Sub Domains

O que é Top Level Domains (TLD)?

Vamos voltar aos nossos exemplos anteriores: Alexa.com, Linux.org, WebRevenue.co, eLearningEuropa.info, yahoo.co.uk, todos os exemplos acima final com uma “extensão” diferente – .com, .org, .net, .biz … e assim por diante.

Chamamos isso de “extensão” como domínio de nível superior (shortform: TLD).

Exemplos de outros TLD incluem .uk, .ws, .co.jp, .com.sg, .tv, .edu, .co, .com.my e .mobi.

Embora a maioria desses TLDs estão abertos para registro do público, existem regulamentos estritos sobre determinado registro de domínio.

Por exemplo, o registro de domínios de primeiro nível com código de país (como .pt para o Reino Unido) são restritos para os cidadãos do país correspondente;  e as atividades com tais website domínios são regidos por regulamentos locais e as leis cibernéticas.

Algumas extensões desses TLDs são usados para descrever as “características” do site – como .biz para as empresas, .edu para a educação (escolas, universidades, colegas, etc), .org para organizações públicas, e nomes Cctld são para locais.

E isso não é tudo.  Temos agora mais de 1.000 + TLDs genéricos (gTLDs) abriu ao público, incluindo .bar, .FOREX, .CLUB, .COLLEGE, .REST, .website, .WIEN, .xyz, e assim por diante.  ICANN publica uma série de estudos de caso (feito por seus parceiros) aqui , é interessante lê, se você estiver interessado em saber mais.

 

País Código TLDs

A lista completa de domínio código de país de nível superior (ccTLD) extensões são (em ordem alfabética):

.ac .ad .ae .af .ag .ai .al .am .uma .ao .aq .ar .as .at .au .aw .AX .az

.ba .bb .bd .be .bf .bg .bh .BI .bj .bm .bn .BO .br .bs .BT .bw .by .bz

.pt .cc .cd .cf .cg .ch .ci .ck .cl .cm .cn .co .cr .cu .CV .cx .cy .cz .de .dj .dk .dm .do .dz .EC .ee .eg .ER .es .et .eu

.fi .fj .fk .fm .FO .fr

.ga .gd .ge .gf .gg .gh .gi .gl .gm .gn .gp .gq .gr .gs .gt .gu .gw .gy

.hk .HM .HN .hr .ht .hu

.id .ie .il .IM .in .io .iq .ir .is .it

.je .jm .jo .jp

.ke .kg .kh .KI .km .kn .kp .kr .kw .ky .com.kz

.la .lb .LC .li .lk .lr .LS .lt .lu .lv .ly

.ma .mc Md .me .MG .mh .mk .ml .mm .mn .mo .mp .mq .mr .ms .mt .mu .mv .mw .mx .minha .mz

.na .nc .ne .nf .ng .ni .nl .no .np .nr .nu .nz. om .PA .pe .pf .pg .ph .pk .pl .pn .pr .ps .pt .pw .py

.qa .re .ro .rs .ru .rw .sa .SB .sc .sd .se .sg .sh .SI .sk .sl .sm .sn .sr .st .sv .sy .SZ

.tc .td .tf .tg .th .tj .tk .tl .tm .tn .para .tr .tt .tv .tw .tz .ua .ug .uk .us .UY .uz

.va .VC .VE .vg .vi .VN .vu .wf .ws .ye .za .zm .zw

 

Domínio vs Sub domínio

Aqui mail.yahoo.com por exemplo – é o domínio yahoo.com, mail.yahoo.com neste caso, é o domínio sub.  Um domínio deve ser único (por exemplo, só pode haver um único Yahoo.com) e deve ser registrado com um agente de domínio (exemplo GoDaddy);  enquanto que para sub-domínios, os usuários podem adicioná-lo livremente em cima do domínio existente, desde que o seu host fornecer o serviço.

Alguns subdomínios diria que são os domínios “terceiro nível”, no sentido de que eles são simplesmente “sub pastas” no diretório raiz do domínio, normalmente usado para organizar o conteúdo do site em diferentes idiomas ou diferentes categorias.  No entanto, este não é o caso de muitos, incluindo os motores de busca – é conhecido fato de que os motores de busca (ou seja, o Google) tratar sub-domínio como um domínio diferente independente do domínio principal.

 

7: Outros termos que você precisa saber

Whoisblognlauer

O que são dados Whois?

Cada nome de domínio tem um registro acessível ao público, que inclui informações pessoais do proprietário, como nome do proprietário, número de contacto, endereço de correspondência, e registro de domínio, bem como data de expiração.  É chamado de um registro WhoIs e lista o registando e contatos para o domínio.

Como exigido pela Internet Corporation for Assigned Names and Numbers (ICANN), os proprietários de domínio têm de fazer essas informações de contato disponíveis em diretórios WHOIS.  Esses registros estão disponíveis a qualquer momento para qualquer um que faz uma pesquisa WhoIs simples.

Em outras palavras, se alguém quer saber quem possui um site, todos eles fazer é executar uma busca WHOIS rápida, digite o nome de domínio e voila, eles têm acesso aos detalhes de registro website.

 

O que é a privacidade de domínio?

Privacidade de domínio substitui suas informações WHOIS com a informação de um serviço de encaminhamento feito por um servidor proxy.  Em resultado, suas informações pessoais, como endereço físico, e-mails, número de telefone, etc é escondido do público.

Privacidade de domínio é importante porque seu registro de domínio (isto é. os dados Whois) também podem ser usados de maneiras que não são legítimos ou desejável, sem contar nos milhares de spam e scam que você pode receber.

Como qualquer pessoa pode procurar um registro WhoIs, spammers, hackers, ladrões de identidade e stalkers pode acessar suas informações pessoais!  empresas antiéticas consulte as datas de expiração do domínio, em seguida, enviar avisos oficiais que procuram “renovação”, numa tentativa de obter os proprietários de domínio para transferir domínios para a sua empresa, ou enviar facturas que são solicitações de serviço para submissões do Search Engine e outros serviços questionáveis.  Ambos os spammers e-mail e-mail e caracol usar as bases de dados Whois entrar em contato com os proprietários de domínio com solicitações também.

 

De quanto preciso de largura de banda?

A largura de banda é a medida do número máximo de dados que podem ser transferidos por sua conta de alojamento num determinado tempo, normalmente medido em segundos.

O termo “largura de banda” não deve ser confundida com a “transferência de dados”, como eles são duas coisas muito diferentes.  Transferência de dados refere-se ao consumo de largura de banda.  Em termos leigos, a quantidade de dados que estão sendo transferidos é “a transferência de dados ‘;  Embora a taxa de dados a serem transferidos é “largura de banda”.

Transferência de dados e limite de banda costumava ser uma grande coisa quando se trata de escolher um bom host.  Como o custo médio de transferência de dados é ir mais e mais, empresas de hospedagem hoje em dia são muito generoso em termos de limite de transferência de dados.  Então, a menos que você estiver executando um grandes sites de download de filmes, não iremos entrar em muitos detalhes sobre a largura de banda e transferência de dados ao selecionar um serviço de hospedagem web.

 

O que é o File Transfer Protocol (FTP)?

FTP é um protocolo de rede padrão usado para transferir arquivos de um computador para outro através da Internet.  Webmasters usam clientes FTP, para fazer o upload e download de arquivos de seu computador para o um servidor de hospedagem.

Aqui está uma 2 clientes FTP populares: FileZilla e SmartFTP, .

O nome é cliente, mas o que ele realmente faz é se conectar ao seu servidor usando FTP e permitir que você navegue facilmente e transferir arquivos online.

8: Como escolher o serviço Hosting

Selecionar um host para o seu site é um importante – e, por vezes, assustador – empreendimento.

Além de que os anfitriões web estão lá fora, é uma questão de cavar através de diferentes planos, comparando inclusões, e verificar opiniões dos clientes.  Mas, além disso, é importante olhar para o que não é dito.  Isso explica por que dezenas de milhares de visitantes vem para o nosso site para ver dicas de hospedagem.

 Perguntas a fazer o seu host

Há centenas de perguntas que você pode pedir o seu host potencial, mas por obter as respostas a estas 30 perguntas antes de assinar na linha pontilhada, você deve obter uma imagem clara do que você vai receber, o que o provedor oferece a longo prazo, como eles tratam os seus clientes, e se eles são uma organização que você pode confiar e realmente quer trabalhar.

  1. Se esta é a sua primeira vez escolhendo um host da web, veja abaixo as 30 perguntas que você deve fazer antes de decidir.

    Existem centenas de perguntas que você poderia fazer ao seu potencial host da web, mas obtendo as respostas para estas 30 perguntas antes de assinar na linha pontilhada, você deve obter uma imagem clara do que vai receber, o que o provedor oferece a longo prazo, como ele trata seus clientes e se é uma organização confiável com a qual realmente deseja trabalhar.

    1. Qual é a garantia de disponibilidade (uptime) ? (qualquer coisa abaixo de 99,9% é inaceitável)
    2. Qual é o tempo médio de disponibilidade mensal?
    3. Se você está analisando um data center/modelo de serviço físico, onde os seus servidores estão localizados fisicamente? Existe a opção de escolha de local?
    4. Que nível de suporte ao cliente/técnico é oferecido? Apenas on-line? Por telefone? E-mail? Outros?
    5. Qual é o horário de atendimento ao cliente/suporte técnico por método? Se o chat on-line está disponível 24/7, qual o horário de suporte por telefone?
    6. Que tipo de assistência para configuração está incluído sem custo adicional?
    7. Que tipos de recursos de comércio eletrônico estão incluídos no plano que você está considerando?
    8. Que planos de pagamento estão disponíveis? Por exemplo, se você optar por um contrato de dois anos, é necessário pagar o total adiantado ou pode ser dividido em parcelas?
    9. Quais são os termos e taxas de renovação? (Sei que se você é um contratante iniciante, provavelmente, optará pelo preço com desconto que será alterado na renovação do contrato – certifique-se de conhecer todos os desdobramentos disto).
    10. Que tipo potencial de escalabilidade existe? Por exemplo, se você começar com um plano de servidor compartilhado, é possível expandir seu espaço posteriormente ou mesmo mudar para um ambiente de servidor dedicado? Ou o provedor que você está considerando é especializado em um único ambiente?
    11. Se você está buscando um plano de hospedagem ilimitada, exatamente o que isso significa? Todos os planos ilimitados têm limitações, é só uma questão de identificar quais são essas limitações.
    12. Ele é o provedor de hospedagem original ou um revendedor de serviços de hospedagem?
    13. Quais são as medidas de segurança e protocolos de backup do servidor?
    14. Se você está considerando um ambiente de hospedagem dedicado, quem é responsável por gerenciar os servidores? O plano que você está considerando é aquele no qual o provedor de hospedagem gerencia o servidor totalmente e faz a manutenção ou é aquele em que você basicamente aluga o servidor e fica responsável por sua manutenção e também dos dados?
    15. Há quanto tempo o host da web está no negócio? Ele mudou de gestão/controle neste período ou, mais importante, recentemente?
    16. Quais são os protocolos de atualização do servidor? Por exemplo, são capazes de atualizar e fazer upgrade dos servidores sem paralisação? Em caso afirmativo, como? Em que horário do dia/noite são realizadas essas atualizações?
    17. Quais são os requisitos do provedor para cancelar um contrato de hospedagem? Quanto tempo de aviso prévio é necessário?
    18. O provedor oferece uma avaliação gratuita? Praticamente todo provedor oferece pelo menos 30 dias de avaliação gratuita, mas alguns oferecem prazos mais longos. Mantenha seus olhos e ouvidos abertos e aproveite o período sem compromisso para testar todas as facetas do serviço.
    19. Qual é a política de reembolso durante o período de avaliação gratuita? A maioria das avaliações dos provedores não é verdadeiramente gratuita. Você acaba pagando pelo serviço, mas obtém seu dinheiro de volta se não estiver satisfeito. Dito isto, o que envolve essa restituição?
    20. Quais são as implicações para as organizações que consomem banda larga e armazenamento em um ambiente de hospedagem compartilhada? Como o provedor de hospedagem atenua esse tipo de problema?
    21. O que envolve o processo de instalação/configuração? Quais são exatamente as suas responsabilidades e quanto apoio o provedor fornece durante o processo?
    22. O centro de suporte é terceirizado? Onde ele está localizado?
    23. Qual é a política, se você precisar alterar sua configuração de hospedagem no meio do contrato? Por exemplo, se você começar com uma configuração de servidor compartilhado e precisar mudar para um ambiente dedicado ou VPS durante a vigência do contrato, isso é permitido? Existem penalidades?
    24. Existem limitações para os tipos de software que você pode executar ou instalar?
    25. Se alguém conseguir invadir a rede e os servidores, qual é a garantia de que o provedor será capaz de restaurar seus dados? Que medidas concretas existem para isto?
    26. Há alguma taxa de configuração? Em caso afirmativo, quais são elas; e elas são dispensadas para contratantes iniciantes?
    27. Como as reclamações de spam são monitoradas e tratadas?
    28. Em um ambiente de hospedagem compartilhada, quantos clientes são atribuídos a cada servidor? Há um limite máximo? (Isto pode ser útil para determinar se o host vende mais espaço do que pode ser fornecido, bem como se é provável que ocorram problemas de banda larga ou espaço)
    29. Qual é a política de privacidade e como seus dados pessoais são gerenciados?
    30. Especificamente, o que está incluído no plano que você está considerando? Claro, você sabe que inclui X de RAM e Y de banda larga, mas o que isso significa? Certifique-se de compreender o que vai obter de armazenamento, verificando o número de endereços de e-mail, a quantidade de domínios e subdomínios incluídos, etc.

 

Não deixe de comentar o que você achou deste artigo, para que outras pessoas possam saber de sua experiencia. E claro, dê um like em nossa fanpag do Facebook nos links abaixo.

Categorias: Hospedagem de Sites,WebMaster

Etiquetas: ,,